domingo, 3 de abril de 2011

Voo livre é a chance para testar circuito


O céu de Pancas promete ficar colorido mais uma vez com a segunda etapa da Copa Sudeste e do Campeonato Capixaba de Voo Livre que serão realizados no final de abril na cidade.

Pelo segundo ano consecutivo, a cidade receberá a etapa da região Sudeste. Devido ao feriadão prolongado, espera-se um grande número de pilotos e familiares na cidade, o que promete aquecer um a economia local.

O voo livre ainda é o carro-chefe do turismo de Pancas,
mas esta realidade pode mudar
Para que os turistas se sintam bem na cidade, é necessário que hotéis e pousadas estejam preparados para recebê-los e o comercio geral fazer um bom atendimento, especialmente locais onde há o contato certo do turista, como restaurantes, bares, lanchonetes, entre outros.

Em geral, o período entre os meses de abril e setembro é considerado bom para a prática do voo livre, pois os ventos são bons e as chuvas são mais escassas.

2010
No ano passado, parte dos pilotos acamparam no Cordilheiras Clube de Pancas, local aprovado pela maioria.

Para 2011, a Associação de Voo Livre de Pancas ainda não divulgou a programação oficial do evento nem os atrativos culturais que serão oferecidos aos turistas através dos monitores de turismo que existem em Pancas.

A tendência é que sejam terceirizados os demais serviços necessários que circundam o torneio e envolvem as famílias dos participantes, como roteiros turísticos, apresentação da cultura local, desde a dança e as tradições pomeranas até a culinária característica local. Cobertura atualizada do evento no AmoPancas.com.

Esse ano, a cidade conta com um atrativo: o circuito rural do município começa a valer a partir de abril.

Pancas é a pioneira nos Doce Pontões

Pancas conta agora com um novo e organizado circuito de turismo rural. Foi feito um mapa e um folder que serão distribuídos em breve, com todo o roteiro que abrange a sede e distritos, que apresenta os empreendimentos dos circuitos aos visitantes e mesmo aos panquenses que não conhecem toda a cidade.

O logotipo do circuito contempla o voo livre, o rapel
e outros esportes de aventura praticados na cidade
“Além deste material gráfico, todas as propriedades cadastradas estão devidamente preparadas para receber os turistas e todo o percurso está sinalizado”, afirmou o subsecretário de Turismo, Elson Augusto do Nascimento. “As pessoas que quiserem ter uma visita guiada por condutores de turismo é só marcar com antecedência na secretaria de turismo do município. Nosso telefone é 3726.1074. São ao todo 15 na sede e 25 em Laginha que estão preparados para receber a todos. Temos locais para hospedar grupos como a Casa de Retiro de São Bento, hospedagem em Laginha, Hotel Acácia e Pousada Ninho da Águia em Pancas. Temos muitas áreas para camping também. As pessoas podem acampar em propriedades do circuito, desde que previamente agendado. Há também serviços de trilhas guiadas nos empreendimentos”, disse Elson.

Para o feriadão prolongado do final de abril, Pancas terá uma boa oportunidade de mostrar a seus visitantes que se prepara para desenvolver o turismo. Isso porque com a vinda dos competidores muitas famílias acabam indo para a cidade e não têm muito o que fazer. Com este novo circuito, eles poderão se programar e conhecer melhor o município.

O mapa conta com todas as propriedades cadastradas
e preparadas para receber os turistas. Clique para vê-lo maior.
Elson diz ainda que o trabalho demandou um bom tempo. “Foi um trabalho de um tempo. Queríamos que fosse maior o grupo, mas temos a certeza que Pancas têm empreendimentos cujo foco é receber para o turismo e estão aguardando as pessoas para viverem um pouco do dia-a-dia delas. É preciso tempo. Lidar com o tempo das pessoas é delicado demais. As dificuldades delas, os limites, as dificuldades financeiras e acima de tudo romper com as crenças delas, a quebra de paradigma é sempre o maior desafio”, conta.

Frente do folder que será usado na orientação ao turista
O próximo passo agora, segundo o subsecretário, é montar a associação e o plano de ação para dar início ao plano de ecoturismo, com planejamento e manejo de trilhas, educação ambiental e visitas conduzidas. “Precisamos levar Pancas e a região aos empreendimentos e às propriedades.

Antes tinha medo porque não tinha nada ainda, as pessoas não estavam conscientes e preparadas para isso. Estava no meio do processo com elas. Agora podemos começar a divulgação. Temos sinalização básica, condutores qualificados e empreendimentos com esse foco”, afirmou.

Verso do folder com informações sobre alguns pontos e
atrativos turísticos da cidade.
Este é o primeiro circuito da região Doce Pontões Capixabas e servirá de exemplo para os demais. Em Pancas, futuramente, será possível criar circuitos específicos, como rapel, cultura pomerana, trilhas, entre outros. “A meta agora é montar o circuito pomerano. Por isso o interesse em cadastrar pessoas de Laginha”, finaliza Elson.

CONTEÚDO EXTERNO
Veja alguns sites do circuito:

Nenhum comentário:

Postar um comentário